Afinal, o que é Employer Branding?

Postado por DBC Company Em: Capacitação, Desenvolvimento, Great Place to Work, Marketing Sem comentarios

No mês de maio, especialmente no dia 08, comemoramos o dia do Profissional de Marketing, aquela pessoa criativa, que procura encantar e vender ideias e atuar em diferentes frentes dentro de uma empresa – inclusive no RH. Achou estranho essa conexão de áreas? Pois isso é passado. De forma integrada e em parceria, essas duas áreas têm muito para trabalhar juntas e buscar soluções dentro das necessidades de cada organização.  O uso de técnicas de marketing aplicadas à gestão de pessoas e práticas de recursos humanos é, hoje, uma tendência.

Aqui na DBC, trabalhamos diariamente essa sinergia entre as áreas, identificando soluções e desenvolvendo ações de apoio. Desenvolver uma marca empregadora sólida e atraente no mercado concorrido de Tecnologia, no cenário onde os talentos são disputados e precisam ser constantemente valorizados, é um desafio de empresas de diferentes portes. É neste desafio que surge o tema Employer Branding. Mas, afinal, o que isso significa? Employer Branding, em tradução livre, significa marca do empregador e é a expressão usada para descrever a reputação de uma empresa como empregadora. Em outras palavras, pode ser definida como a imagem de uma empresa como um ótimo lugar para trabalhar na mente dos colaboradores e apresentar essa imagem para despertar a vontade de potenciais futuros colaboradores. Ou ainda, um conjunto de técnicas e ferramentas para gerar essa percepção positiva.

Conceitualmente, o marketing promove estratégias que facilitam a tomada de decisão do consumidor, analisando o mercado e utilizando a comunicação para colocar as ações de compra e venda em prática. Nessa atuação RH e Marketing em parceria, colocamos os profissionais no papel do cliente e buscamos o encantamento deles dentro da empresa (com ações de endomarketing) e no mercado (com ações de recrutamento). Ou seja, nesse contexto atual, não só o que vendemos e dizemos sobre a marca é levado em consideração. O que realmente importa e faz a diferença é a experiência e o que os colaboradores falam, tornando-se assim, o principal cliente da organização.

Da mesma forma que o marketing não se resume a tomada de decisão de compra, o trabalho do RH não termina após a contratação. É necessário acompanhar a experiência desse novo colaborador e oferecer bons motivos para que permaneçam na empresa, buscando diminuir o turnover – algo que preocupa empresas desse setor. Engajamento, experiência, endomarketing, construção de marca, retenção, transparência, valorização, capacitação e desenvolvimento, celebração e compartilhamento são exemplos de ações alinhadas que impactam 100% no resultado da empresa.  Criar um objetivo claro e desenhar uma estratégia, entendendo e analisando o quadro atual da organização, identificando o perfil e o resultado desejado a curto e longo prazo, são formas de implementar esse trabalho em parceria. Estudos do Great Place to Work (GPTW), comprovam que essas práticas trazem melhores resultados financeiros e de produtividade para as empresas.

Agora, você deve estar se perguntando o que isso tem a ver com o Employer Branding, certo? Tudo! A combinação desse resultado: reputação externa (clientes) e interna (colaboradores) é a grande solução desse desafio. Pouco adianta investir nessa marca, se não estamos preocupados com a experiência dos colaboradores após a contratação.

Aqui na DBC estamos constantemente atentos a essa tendência. Resultado disso é o reconhecimento no GPTW há mais de 7 anos como uma das Melhores Empresas para Trabalhar de Tecnologia do Brasil. Esse trabalho em sinergia se tangibiliza no resultado do dia a dia. Por exemplo, o Programa de Indicação Premiada DBC, onde premiamos os colaboradores que indicam novos profissionais. Entendemos e acreditamos que o boca a boca é o maior recrutamento na busca de talentos com nosso fit cultural. Uma pesquisa realizada pelo LinkedIn mostra que 75% das pessoas que estão buscando um emprego pesquisam sobre a empresa antes de realizar a inscrição na vaga. Nós costumamos recomendar produtos que usamos e aprovamos, certo? Da mesma forma, ocorre com uma empresa boa de trabalhar.

E de que forma acompanhar esse resultado? Com métricas, pesquisas de clima e de satisfação. Processos alinhados e bem estruturados de RH, combinados com as estratégias de marketing, fortalecem as empresas como marcas empregadoras. Isso não significa que bons lugares para trabalhar se resumem a horários flexíveis e mesas de ping-pong. Um bom lugar para trabalhar vai muito além. Mudar o clima da organização e se tornar um Great Place to Work é um trabalho construído por todos que fazem parte da sua empresa de dentro para fora.

Quer saber mais? Fique de olho nas nossas redes sociais! Compartilhamos nossas práticas e jeitão DBC de ser diariamente.

Por Graziella Giordani, Analista de Marketing na DBC.

graziella.giordani@dbccompany.com.br

11 Likes

Comments: 0

There are not comments on this post yet. Be the first one!

Deixe um comentário