Teste na arquitetura de Micros serviços

Teste na arquitetura de Micros serviços

Escrito por Carlos Alexandre Figueiredo
 em 15 de setembro de 2021

Hoje entramos no nosso quarto episódio de série de artigos mensais sobre teste de software e hoje vamos falar sobre o teste na arquitetura de micros serviços.

Antes de começar a explicar o que seria o teste no micro serviços, é necessário explicar esta arquitetura.

A arquitetura de micros serviços é uma forma de desenvolver um produto em pequenas partes, onde a responsabilidade de uma ação fica a cargo de um pequeno serviço. Cada um executa apenas o seu processo e caso seja necessária alguma informação de outro processo eles precisam se comunicar.

Como eu gosto muito de analogias, vamos pensar em uma conta bancária. A conta bancária precisa de exibir o saldo atual, efetuar pagamentos, transferência, exibir extrato, entre outros. No micro serviço cada funcionalidade é desenvolvida por um micro serviço, então teríamos um para o saldo da conta, outro para efetuar pagamento, outro para realizar transferência, outro para exibir o extrato e assim por diante.

Provavelmente você deve se perguntar, qual a vantagem disto? Afinal estas funcionalidades já existiam muito antes desta arquitetura de desenvolvimento. Está correto em partes. Sempre existiu estas funcionalidades, mas a pouco tempo atrás era necessário um desenvolvimento para cada objetivo. Para consultas pelo navegador, era necessário um desenvolvimento, para celular outro, para tablet outro. O que gerava desconforto em algumas situações pois a possibilidade de falha aumenta e a capacidade de teste em todos diminui.

Com o Micros serviço, todo a parte funcional passou para a arquitetura em questão, e apenas a casca ficou por conta dos produtos. E para garantir que as interfaces irão funcionar corretamente só precisamos garantir a que a saída dos micros serviços estão corretos. Em outras palavras, tanto celular, tablet, navegador ou qualquer outra forma de acessar os dados ficaram com a responsabilidade dos micros serviço e todo mundo utiliza eles, cada um com o seu layout.

E o teste, como seria o teste dos micros serviços? Bom sabendo que as regras de negócio não estão na camada de layout, podemos focar boa parte do teste onde estão estas regras. E para isto podemos utilizar de algumas técnicas.

São elas:

  • Teste unitário
  • Testes de Integração
  • Testes de Componente
  • Testes de Contrato

Estes testes são focados nas regras de negócio e o objetivo é encontrar o máximo de erros possíveis para corrigi-los. Para validar se o layout está correto devemos utilizar testes de interface que também está no artigo. Este teste já tem como objetivo validar se o funcionamento está conforme o esperado.

Quer saber um pouco mais sobre estes testes? Dá uma olhadinha no artigo “O que é teste e sua importância.

Para auxiliar nos testes existem algumas ferramentas que auxiliam na execução, como o JUnit, Hamcrest, Rest Assured, Rest Client, entre outros.

Pode-se dizer que o maior esforço dos testes estará nos micros serviços, já esta é a camada responsável por processar todos os dados e fornecer as informações necessárias e por isto pode ser uma atividade bastante complexa.

É necessário garantir que todos os processos executados no serviço em questão estão corretos, tanto pela integridade dos dados quanto a comunicação entre os outros.

Para exemplificar melhor a teoria, aguarde que na próxima semana vamos lançar um artigo com um excelente estudo de caso de teste executado em micros serviços do colaborador Raphael Ribeiro.

Grande abraço e até lá!

por Carlos Alexandre Figueiredo Analista de Testes
Menu - DBC Company

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Deixe um comentário!

E participe da conversa.

Veja Também

E agora, o que esperar da DBC?
Agilidade e planejamento foram a chave para a DBC ser uma das primeiras empresas do país a colocar 100% de nosso time...
Teste na arquitetura de Micros serviços
Hoje entramos no nosso quarto episódio de série de artigos mensais sobre teste de software e hoje vamos falar sobre o teste...